fbpx

10 dicas para o cadastro de pacientes na sua clínica

Publicado em

cadastro-de-pacientes

O cadastro de pacientes é uma etapa importante para o bom funcionamento de uma clínica médica, visto que a área da saúde é bastante complexa e cheia de detalhes. Além disso, é um processo que pode trazer inúmeras vantagens para o seu negócio, desde agilizar o dia a dia da equipe até a fidelização dos clientes.

Porém, para que isso aconteça, é necessário disciplina na gestão das informações, mantendo-as sempre atualizadas e organizadas. A seguir, confira 10 dicas essenciais para o cadastro de pacientes na sua clínica.

Confira também:

1. Invista no treinamento de equipe

O primeiro passo para o cadastro de pacientes ser de fato eficiente é treinar a equipe de seu consultório médico. Essa é uma boa estratégia para otimizar os processos e garantir que a rotina seja mais dinâmica.

Dessa maneira, invista em reuniões periódicas e alinhe com os colaboradores a importância de coletar tais informações. São nesses encontros que você poderá apresentar o sistema ou plataforma para a gestão de dados e ainda verificar com o time se os detalhes a serem computados são suficientes.

2. Escolha o melhor método

Adotar um método eficiente para o cadastro de pacientes é outra etapa importante nesse processo. Existem no mercado diversos softwares de gestão que otimizam e facilitam o trabalho. É possível encontrar ainda opções mais avançadas, com módulos especiais para cada especialidade da clínica.

Assim, com o sistema ideal e que atenda às demandas de seu consultório, ficará muito mais fácil consultar informações essenciais, por exemplo prontuários e agendamentos. Isso ajudará, inclusive, no dia a dia de toda a equipe.

3. Mantenha os dados atualizados

Sempre que realizar um novo atendimento, solicite uma breve atualização de cadastro. Dê atenção especial a informações relevantes, como nome completo; data de nascimento; endereço; número de celular; e e-mail. Dessa forma, os registros de sua clínica ficarão completos, precisos e fáceis de encontrar.

4. Padronize as informações

A melhor maneira de evitar retrabalho e minimizar as margens de erro durante o cadastro de pacientes é padronizar a base de dados. Na hora do registro, peça sempre as mesmas informações aos pacientes e mantenha todas bem organizadas, facilitando a sua localização quando for necessário.

Além disso, pode ser uma boa estratégia analisar quais informações são realmente úteis e quais não atendem à necessidade da sua empresa. Isso simplificará o preenchimento dos documentos e também a procura por eles.

5. Analise e organize os dados

A fim de tornar os cadastros realmente valiosos, faça um refinamento cuidadoso de sua base de dados. Isso significa checar se existem registros duplicados, por exemplo, e padronizar e-mails, telefones e endereços.

Outra dica é segmentar os pacientes em categorias, sejam elas por região, setor ou especialidade. Fazendo isso, você conseguirá aplicar filtros de busca e criar uma boa estruturação de carteiras de atendimento do consultório.

Cadastro de pacientes

Você também poderá gostar de:

6. Dê atenção aos pacientes inativos

Pacientes que por algum motivo não aparecem há um tempo no consultório não devem ser excluídos de sua base de dados. Isso porque, com o contato dessas pessoas em mãos, é possível criar estratégias para fazer com que elas voltem a dar preferência para o seu negócio.

Para isso existem ações específicas, como envio de e-mails e newsletter, com novidades do consultório e até mesmo dicas sobre sua área de atuação.

7. Tenha controle de faltas e inadimplência

Outro ponto interessante do cadastro de pacientes é que ele permite ter mais controle sobre faltas e até mesmo sobre situações de inadimplência. Com todas as informações registradas de forma adequada, é possível ficar ciente em caso de falta de pagamento e, inclusive, projetar movimentações de entrada e saída do caixa. Tudo de acordo com o preço da consulta médica, é claro!

8. Aproveite para divulgar a empresa

O cadastro de pacientes, além de ser fundamental para a dinâmica de trabalho, possibilita desenvolver uma estratégia de marketing para o negócio como um todo. Manter as informações atualizadas, portanto, torna as campanhas de divulgação ainda mais relevantes para o seu público.

Assim, para que os pacientes continuem ativos e assíduos, crie uma lista de mailing e invista em marketing de conteúdo, oferecendo, por exemplo, blog e e-books com informações pertinentes.

9. Garanta um pós-atendimento eficaz

Uma das principais vantagens do cadastro de pacientes é poder garantir um pós-atendimento eficaz. Ao criar esses canais de comunicação, você acaba por conhecer as necessidades de cada um dos pacientes, fazendo com que eles se sintam bem acolhidos.

Aproveite os contatos para certificar se houve melhora da situação clínica ou se o tratamento foi satisfatório. Com essas ações, a sua empresa ganhará destaque entre a concorrência e você poderá oferecer um atendimento mais personalizado e humanizado, fidelizando pacientes.

10. Proteja o cadastro de pacientes

Desenvolver um bom cadastro de pacientes não é tarefa das mais simples. Logo, é fundamental que os dados coletados estejam perfeitamente protegidos, além de muito bem organizados.

Sendo assim, mantenha todas as informações armazenadas em um local seguro e, sempre que possível, realize backups da sua base. Outro ponto de atenção é quanto às condições de funcionamento do sistema utilizado, já que uma pane pode resultar em perdas e vazamentos das informações.


Viu só como o cadastro de pacientes é importante na gestão de sua clínica médica? Aproveite todas essas dicas e tenha muito mais controle sobre suas operações!

Categorias: LocadoresLocatários

0 comentário

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: